BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Áudios

CANSEI DE ILUSÃO
Data: 12/08/2011
Créditos:
cRÉDITOS PARA O AUTOR DA LETRA E MÚSICA, TITO MADI.
A autorização para esta minha intepretação está contida em documento próprio, quando da solicitação para edição do meu CD CANÇÕES PARA OUVIR E SONHAR.
Não sou e nem tenho a pretensão de ser cantor. Apenas interpretei CANSEI DE ILUSÃO para mostrar a grandeza do poema desse grande poeta e cantor TITO MADI.


CANSEI DE ILUSÃO
 
 
Mentira foi tudo mentira.
Você não me amou;
Mentira foi tanta mentira.
Que você contou;
Tão meigos seus olhos,
Por Deus, eu nem desconfiei.
História, tão triste, você contou.
E eu acreditei, pois quase chorei;
Agora, desfeito a farsa.
Só resta esquecer;
Mentiras que calam na alma
Fazendo sofrer;
Rasguei suas cartas;
Queimei suas recordações,
Mentira, cansei de ilusão.
 
 
Nota do intérprete:
 
01] Este poema de amor, constitui a letra da música com o mesmo nome CANSEI DE ILUSÃO, de autoria do cantor e compositor TITO MADI. A autorização para esta reprodução está contida no meu CD "Canções para ouvir e sonhar" ainda em fase
de edição.
02] Não sou e nem tenho a pretensão de ser cantor. Gravei esta música cantando, apenas para exaltar esta maravilha de poema do inspirado autor.

 
 






 

 
 
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 12/08/2011

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Será fornecido oportunamente os meios para creditar os direitos autorais do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários