BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


A música de fundo que o caro amigo leitor ouve VALSINHA PARA ESTE NATAL da autoria do CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião tem a letra contida no final desta crônica.

 
O NATAL
 
                              Para muitos é sinônimo de festas, de alegria, de troca de presentes e bens materiais de todos os valores, desde um modesto e simples chaveiro até automóveis, mansões, iates, aeronaves, etc.
                              Para outros apenas uma data comum, vez que não obstante o calendário dos cristãos dar como certo o dia vinte e cinco de dezembro como sendo o dia de nascimento de Jesus outros crentes adeptos de outras seitas entendem que essa data não é real. O ano novo judeu, por exemplo, se comemora na primeira semana (2-4) de outubro . Os budistas não reconhecem em Jesus o Filho de Deus e sequer emtende o porquê do natal.
                              Apenas para melhor elucidar as minhas afirmativas nesta crônica estou aqui anexando informações que encontrei em pesquisas no Google:
 
“Origem do Natal e o significado da comemoração”





 
O Natal é uma data em que comemoramos o nascimento de Jesus Cristo. Na antiguidade, o Natal era comemorado em várias datas diferentes, pois não se sabia com exatidão a data do nascimento de Jesus. Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno. Portanto, acredita-se que haja uma relação deste fato com a oficialização da comemoração do Natal.
 
As antigas comemorações de Natal costumavam durar até 12 dias, pois este foi o tempo que levou para os três Magos chegarem até a cidade de Belém e entregarem os presentes (ouro, mirra e incenso) ao menino Jesus. Atualmente, as pessoas costumam montar as árvores e outras decorações natalinas no começo de dezembro e desmontá-las até 12 dias após o Natal.
 
Do ponto de vista cronológico, o Natal é uma data de grande importância para o Ocidente, pois marca o ano um da nossa História.”
                             
                              É bom também explicarmos como iniciou esse costume da troca de presentes. Não se tem notícias que os mesmos eram de grandes valores. Vejamos:
 
 
“O Papai Noel : origem e tradição”







 
Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 D.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
 
Foi transformado em santo (São Nicolau) pela Igreja Católica, após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.
 
A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos, ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.
 
“A roupa do Papai Noel”
 
Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.
 
Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.
 
“A árvore de natal e o presépio”


 



 
Em quase todos os países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para decorar casas e outros ambientes. Em conjunto com as decorações natalinas, as árvores proporcionam um clima especial neste período.
 
Acredita-se que esta tradição começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Certa noite, enquanto caminhava pela floresta, Lutero ficou impressionado com a beleza dos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a compor a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua casa. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares a bela cena que havia presenciado na floresta.
 
Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial. No Brasil, país de maioria cristã, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares, pois, além de decorar, simbolizam alegria, paz e esperança.
 
O presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus, ou seja, uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII. As músicas de Natal também fazem parte desta linda festa.
 
“Curiosidade: o nome do Papai Noel em outros países”
 
- Alemanha (Weihnachtsmann, O "Homem do Natal"), Argentina, Espanha, Colômbia, Paraguai e Uruguai (Papá Noel), Chile (Viejito Pascuero), Dinamarca (Julemanden), França (Père Noël), Itália (Babbo Natale), México (Santa Claus), Holanda (Kerstman, "Homem do Natal), POrtugal (Pai Natal), Inglaterra (Father Christmas), Suécia (Jultomte), Estados Unidos (Santa Claus), Rússia (Ded Moroz).
 
                              Conforme os queridos amigos e leitores podem observar em cada país o natal é comemorado de um jeito. Até onde eu pude entender durante as minhas pesquisas, no Brasil é onde se comemora com mais autenticidade por conta da pobreza e a falta de instrução e orientação cultural. Quase sempre os mais pobres e carentes são mais caridosos e não se prendem muito a coisas materiais. “Como se diz na gíria popular: Para os pobres uma agulha é um presente”.
                              Diante disso escrevi uma música para comemorar o natal. Como não sou cantor por vocação não cantei, mas toquei no dia 24 de dezembro de 2011 na tenda montada em frente a Catedral da Sé, em São Paulo-SP durante o evento promovido pela minha querida amiga Regina Tieko com apoio da Prefeitura de São Paulo intitulado NATAL SOLIDÁRIO PARA OS MORADORES DE RUA. Sinto-me gratificado por isso.
                             Espero que gostem da música de fundo que inseri nesta minha crônica com um jeitinho de mensagem natalina.
                              Serei agora um tanto recorrente em afirmar e pedir: Caros irmãos e amigos, ainda que a data seja simbólica vamos procurar neste natal ser mais tolerante e solidário, menos egoísta. Vamos dispor o melhor de nós aos irmãos menos favorecidos. E no dia de natal sempre lembrar do ANIVERSARIANTE que é JESUS CRISTO.
                             Muita luz e paz a todos sem exceção.
 
 
Agora, complementando o meu texto, deixo a letra da música de fundo que gravei especialmente para esta publicação.
 
 
VALSINHA PARA ESTE NATAL


 
Esta valsinha feliz Que estou a cantar
É pra brindar a paz E o amor que já chegou.
Tem o calor do natal E é pra comemorar
Pois o menino Jesus Hoje aniversariou.
Dois mil anos depois Ainda é todo amor. [bis]


Nesta noite feliz Somos todos iguais,
Vamos nos dar as mãos E viver no natal,
Nos lembrando porem Do irmão que nasceu
E por nós já morreu, Mas presente está.


Ha dois mil anos Jesus Vêm zelando por nós,
Só ensinando o amor, Nos legando a luz e paz,
Que não teve para si Pois na cruz Ele morreu,
Defendendo-nos do mal.


Neste natal bem feliz Vamos comemorar,
Porem agradecer Jesus, O salvador;
Que nasceu em Belém Filho de Deus, Criador
Relembrando o amor  Que Ele nos ensinou
Nesta noite feliz  Temos a presença do Pai.

 
 
Nota:
As fotos ilustrativas eu as copiei de publicações no Google e reeditei. O fato de o meu nome aparecer gravado nas mesmas para identificar o criador do texto não significa que eu sou o autor das imagens.


















 



 




 






 
                            
 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 04/12/2016
Alterado em 29/12/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c. c. oportunamente.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários