BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos




 
A SOMBRA


 
 
          Pois é sombra minha. Tu és a única imagem que jamais me abandonou. Desde o dia em que dei os primeiros passos estás comigo.
          Se não estás à direita te vejo do lado esquerdo, na frente ou atrás. Não te desligas deste poeta escrevinhador. Também não sei dizer se isso é bom ou ruim. Mas mesmo que não te veja quando estou acompanhado sei que estás aqui, coladinho.
          Diga-me minha sombra: Tu sabes por onde anda a sombra daquela outra pessoinha que eu gostava tanto e que andava colada em mim como uma simbiose?
          Que pena. Ela foi embora com sombra e tudo, deixando-me tão só contigo. Fico feliz por saber que sempre estarás em algum lugar do meu lado.
          No entanto fico triste só de pensar que haverá um dia em que partirei para o infinito, talvez dentro de uma caixa grande ou minúscula com as minhas cinzas. Daí então não terei mais a tua companhia, vez que eu serei em espírito uma nova sombra.
          Para os menos informados e incrédulos serei apenas um fantasma. KKKKKK. Tétrico isso.
(CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião – SP/BR.).







 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 12/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c. c. oportunamente.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários