BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos





 

A BORBOLETA E A LIBERDADE

 
 
                   A multicolorida e bela borboleta segue para bem longe. Tem todo o espaço vazio à sua frente além das asas e a liberdade para voar.
                    Certamente encontrará centenas de outras flores ainda carentes de polinização, com seus fulcros bem melados e até pegajosos aguardando o pouso de um inseto qualquer.
                    Deixa-nos estáticos de olhos abertos só admirando a sua beleza e os seus movimentos inconfundíveis tão harmônicos quanto à própria luz do sol quando se faz presente.
                    Vai linda borboleta. Abre as tuas coloridas asas e esqueça que há pouco tempo eras apenas uma lagarta dentro de um casulo, mas que nunca esteve presa a nada.
                    Lembra-te, se é que isso é possível, que este poeta escrevinhador é apenas mais um amante da beleza que se manifesta dominado por tanta graça e beleza e jamais iria te fazer mal. Afinal, tu és uma espécie graciosa que enfeita a natureza.








 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 19/01/2018
Alterado em 19/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c. c. oportunamente.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários