BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos






PEDACINHO DO PAI EM SETE ESTROFES



 
 
Quando eu não queria ouvir
O meu pai vinha falar.
Mas com muita paciência
Ele sabia argumentar.
 
Eu nem imaginava que um dia
Ainda iria lhe rogar.
Ouvir dele os conselhos
Para a vida enfrentar.
 
E o meu pai serenamente
Concordava em esperar.
Pois sabia certamente
Que eu sabia  o respeitar.
 
Sã e carinhosamente
Papai tentava me dizer
Que a vida simplesmente
Não é tão fácil de viver.
 
Saber coisas do amor
E o mundo de um lar.
Dos problemas que se tem
Quando escolhemos um par.
 
Hoje eu rogo a Deus por ele
Que está no outro andar.
Mas um pedacinho dele.
Deixou-nos para lembrar.
 
Da sua vida exemplar
Com uma alma indulgente.
Nasceu e viveu para amar
Ensinando-nos a ser gente.
 
 
 
 
 
 
 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 13/12/2018
Alterado em 14/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c. c. oportunamente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Áudios Relacionados:
MEU VELHO - CLEMENTINO POETA E MÚSICO


Comentários