BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos








 
DEZ ATITUDES QUE SÓ NOS FAZEM BEM:
 



1 – BOM SENSO
Agir com bom senso é necessário em todas e quaisquer circunstâncias. Quando tomamos o cuidado de analisar e avaliar cada caso podemos, ás vezes, até errar, porém a possibilidade de erro é bem menor.
2 – PRECAUÇÃO
As pessoas precavidas muitas vezes evitam transtornos inesperados, inclusive tragédias eminentes. Diz um ditado popular que “Depois que o ladrão entra na casa pela porta que estava sem tranca não adianta mais instalar fechaduras especiais”.
3 – FÉ E AMOR AO PRÓXIMO
Quando falamos de fé e amor ao próximo queremos dizer que até que se prove contrário devemos acreditar e ter fé na bondade e compreensão das pessoas que nos rodeiam. Nós também somos o próximo do vizinho ao lado.
4 – ESPERANÇA
Somos todos filhos de Deus, portanto irmãos. Ser esperançoso é uma virtude. O Pai Criador nos deu e nos dá possibilidades iguais de sobrevivência e crescimento moral e espiritual. Respiramos quase sempre as mesmas brisas; aquecemos-nos com o mesmo sol; somos iluminados pela mesma lua; bebemos águas de fontes diferentes, mas com a mesma origem; pescamos os nossos alimentos nos mesmos mares e assim por diante. Além de tudo isso Deus nos concedeu o Livre Arbítrio, permitindo-nos escolher até as pessoas para nossos irmãos e amigos. Por isso ter esperança e vislumbrar um mundo melhor para todos é importantíssimo.
5 – PAZ  E ALEGRIA
Procurar sempre viver em paz e com alegria, não obstante alguns dissabores que temos no curso da nossa existência terrena são fundamentais, posto que seja natural aparecerem obstáculos muitos para nos provar. Todo ser humano necessita provar a sua capacidade física, moral, espiritual e intelectual. Alguns durante toda vida.
CALDOS DE GALINHA
Aqui está um dos provérbios popular que eu mais gosto. O aprendi desde criança de cinco anos de idade. Na minha época, 1945-1955 era comum as mamães darem a luz em casa com ajuda de uma parteira, que na maioria das vezes eram as nossas avós. E a alimentação recomendada para as parturientes eram as famosas canjas (ou caldos) de galinha, por tratar-se de alimento leve, cheio de nutrientes e que não prejudicavam no restabelecimento. Mas a rigor, quando faziam canjas para a nova mamãe, eram feitas para os demais integrantes da família. Daí surgiu o provérbio (dito popular): “Canja de galinha não faz mal a ninguém”. Então vieram outros provérbios como: “O dinheiro não traz felicidade” Então os nossos  ancestrais que eram analfabetos, mas não eram burros acrescentaram:
“Dinheiro e canja de galinha não fazem mal a ninguém”.  “O dinheiro não traz felicidade, mas acalma os nervos”. Você conhece alguém que adoeceu ou morreu porque tomou um caldo de galinha? Você conhece alguém que ficou nervoso e furioso porque recebeu uma grande quantia em dinheiro honestamente? Pense nisso.
6 – FÉ E AMOR A DEUS
Amar a Deus sobre todas as coisas e Nele ter fé, muita fé sempre, penso, segundo o meu modestíssimo entendimento é a melhor atitude de um ser humano. Tudo o que temos, o que somos e o que seremos está diretamente vinculado aos desígnios de Deus. Acho que não podemos fugir disso.
7– RESPEITO
Todo homem de bem, educado e espiritualmente evoluído a rigor respeita o próximo e seus direitos sejam eles quais forem. A cor, a raça, etnia, religião, gostos e predileções, inclusive amorosas e sexuais são inerentes aos homens. Portanto o direito de escolha precisa ser respeitado sempre.
8– CORDIALIDADE
Penso que nesta modesta existência, até agora aos setenta e três anos de idade a minha melhor e mais agradável atitude e ser e ter sido cordial para com todos os meus amigos, parentes, entes queridos. Nos meios poéticos e musicais por onde transito procuro o máximo possível de ser respeitoso e cordial com todos. Já errei muito, tenho muito ainda a errar, todavia, contudo, tenho lutado comigo mesmo para errar o mínimo possível.
9 – PACIÊNCIA
Eta! Palavrinha danada e difícil de discernimento. Afinal, o que é a paciência. Ser paciente é uma coisa. Ter paciência é outra. Vamos ver um exemplo: Fulano de tal é um SER irritadiço enquanto  paciente do hospital. Ele não tem a mínima paciência. É assim mesmo. Muitas pessoas são pacientes com as pessoas de fora, mas em casa, no seio da família não tem nada de paciente.  Irrita-se com tudo e com todos e chega até o ponto de total despotismo. Na qualidade de poeta escritor acho que a paciência antes de ser um ato ou uma atitude condizente ao homem é um dos maiores sentimentos.O homem paciente transige e perdoa sempre.
10 – TOLERÂNCIA
Uma pessoa tolerante, cordante com as fraquezas e vicissitudes da vida para com os outros seres humanos é quase impossível de se ver. Nós carregamos nas nossas almas vícios e necessidades remotas há alguns milhares de anos de encarnações e reencarnações (nascimento, morte e renascimento). Por isso em  grande parte das vezes não somos ou não queremos ser tolerantes. Quando somos tolerantes espontaneamente a vida se torna mais fácil, com certeza. Os nossos irmãos procuram ser tolerantes conosco.
FIM.
CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião – SP/BR.
 
 
 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 01/02/2019
Alterado em 02/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c. c. oportunamente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários