BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos




 
CAMINHANDO




 

 
Caminhando indiferente, bem distante e tão ausente
Deste mundo incoerente em que vivemos simplesmente,
À procura da razão e o porquê de se viver.
 
Caminhando simplesmente, sem olhar pra tanta gente,
Que também indiferente nos esbarra imprudente,
Bem distante e ausente, sem saber o que querer.
 
Caminhando vou seguindo, com o tempo só passando,
Vendo a vida até sorrindo, deste pobre ser zombando,
Como o açoite frio da noite do inverno se abrindo.
 
Caminhando estou pensando que já devo estar parando,
Pois a dor está passando e os meus gestos insanos
Não precisam prosseguir, não mais afetam o meu comando.
 
Caminhando vou sorrindo, confiante e mais amante,
Vendo as cores do horizonte se abrindo, lindo, lindo...
Vou vivendo e entendendo o porquê de se viver.
 
 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 04/02/2019
Alterado em 05/02/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c. c. oportunamente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários