BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO POETA E MUSICO
Paraiso dos poemas e canções do CAIÇARA CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião - SP/BR
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


 

A NOITE QUE EU NÃO SONHEI



 
 
Naquela noite acomodei-me na minha cama macia e dormi no mesmo horário costumeiro. Porém, não sonhei como habitualmente sonhava. Acordei angustiado no meio da noite.
Belisquei-me e acordado busquei aquela criatura bela que me visitava e me fazia companhia através dos meus sonhos.
Onde estaria aquela mulher linda de olhar meigo, corpo esguio e esbelto, de voz cheia de ternura que me visitava todas as noites?
Por que será que dormi tanto a ponto de não sonhar com aquela criatura encantadora?
Deitei novamente tentando dormir com o intuito de revê-la nos meus sonhos que invariavelmente eram lindos. Mas nada aconteceu. Eu apenas dormi para acordar com o tilintar do despertador que insistente avisava a hora de levantar. Os compromissos profissionais me chamavam.






 
 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 03/04/2019
Alterado em 03/04/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito em minha c.c. oportunamente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários