BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO, poeta e músico de  São Sebastião - SP
Paraíso dos poemas e canções de um poeta e músico caiçara
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


 
O BRUTO E O POETA - DIÁLOGO



 
 
Você é feliz? Perguntou o bruto ao poeta.
- Sim. Responde o poeta. Sou muito feliz.  Aliás, felicíssimo.
Posso saber por que tanta felicidade?  Insiste o bruto.
- Para ser feliz não precisamos de motivos. Responde o poeta.
Como assim?Você é feliz à toa? Pergunta o bruto.
- Claro que não amigo. Eu amo a vida, as flores, o sol, o mar, o céu, a lua, o vento, a chuva, os bosques, os campos, os prados, os rios, as cachoeiras e cascatas. Amo a música como um todo, as poesias e canções. Amo os meus pais, meus irmãos, meus parentes, amigos e entes queridos. Resumindo: Amo a Deus sobre todas as coisas.
Engraçado, comenta o bruto: Você disse que não precisa de motivos para ser feliz, mas elencou tantos!...  Por quê?
- Exatamente. Responde o poeta. Eu citei alguns dos motivos que fazem um homem feliz apenas para elucidar, pois todos os motivos estão contidos no último: “Amar a Deus sobre todas as coisas”.
- Desde o ar que respiramos ao nosso último suspiro da vida quem coordena e decide é Deus, Pai Criador. Nos apenas seguimos o ciclo aqui na Terra. Quando amamos Deus amamos a natureza e toda criação Dele advindas.
Maldita seja a minha natureza bruta e cega, resmunga o bruto com lágrimas vertendo nos olhos. Não aprendi amar nada e ninguém; quanto mais a Deus em quem eu nem acredito...
Será que com tanta ignorância, brutalidade e incredulidade um dia terei chance de dizer que sou feliz?
Claro que sim, caro amigo.  Poderás ser feliz a partir do momento que tu quiseres. Basta abrir os olhos e olhar ao teu redor. Procurar ouvir as canções embaladas pelos pássaros ou aquelas que estão no ar, quase imperceptíveis, nelas se concentrando. Preste muita atenção e logo verás que a vida é bela e tem todo sentido do mundo
O amor à vida é que nos traz felicidade.



 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 08/10/2019
Alterado em 08/10/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito na minha c.c. oportunamente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários