BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO, poeta e músico de São Sebastião-SP
Paraíso dos poemas e canções de um poeta e músico caiçara
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Áudios
CPOS - FAIXA 12 - NOITE DE AMOR E PAZ -MP3
Data: 10/04/2013
Créditos:
As 12 faixas desta obra são da autoria do CLEMENTINO, sendo NO TEMPO DAS FLORES e SOL DE ILHABELA em parceria com FRANCISCO ARAUJO, que inclusive é o intérprete das mesmas.
Músicos: FABRÍCIO SANTANA – piano; HELDER JONNAS – baixo elétrico; CLEMENTINO – arranjos e violão base e EDER LUIZ – batera. “ALTERCAÇÕES” é interpretada pelo clarinetista J. GÊ ALVES. Direção e produção musical: ARMANDO LEITE - Estúdio TECNOARTE. Prod. fonográfica: NEZU E SILVA CONSULTORIAS
E PROJETOS LTDA. EPP.

NOITE DE AMOR E PAZ


A noite é linda, sua brisa nos traz
Este frescor e a sensação
De um bem estar, de um bem querer;
Seu perfume tão contagiante
Induz nós amantes buscarmos prazer.
 
A vida é curta e é preciso viver.
Intensamente um grande amor
E aproveitar a ocasião;
Atender aos anseios de dentro,
Do fundo do peito e do coração.
 
Se deixar posso até te levar
Para  o céu sem viajar;
Sem sairmos deste chão,
Porque aqui é o lugar ideal
Pra sonhar sem dormir e só
Atinar quando a aurora aflorar;
E depois . . .    
O sol brilhar, novo dia raiar,
Trazendo novas emoções,
A gente deve despertar,
Para o mundo voltar novamente,
Aguardar brevemente
Outra noite chegar.
 
Não devemos calar,
Precisamos falar
Desta nossa união.
O amor é assim,
Nos envolve demais
Numa louca paixão.
 
Vamos viver serenamente este amor;
Dele fazer um estandarte da paz
Refletir, reciclar os momentos ruins.
Que um dia marcaram nós dois
Mas que agora chegaram ao fim.
 
A noite finda e a lua se vai
Ficamos nós a contemplar
O horizonte azul fulgaz
De mãos dadas vamos caminhar
Reviver nossa noite de amor e paz.

 



Nota do autor:

                              Em 1.963, quando estudava no Conservatório de São José dos Campos-SP, me foi solicitado um trabalho que consistia em criar uma composição musical em quatro partes.
                              Como o meu instrumento era o contrabaixo, comecei agrupar quatros estudos, numa só linha melódica para o próprio contrabaixo. Mais tarde, com auxilio de amigos músicos mais experientes consegui complementar as cifras. Desta forma concluí a linha melódica iniciando em Dó maior [C], mudando para Mi maior [E], voltando para a primeira parte em Dó maior; mudando daí para Dó menor [Cm], indo para Mi bemol maior [Eb] e finalizando em Dó maior.
                              Esta composição foi bem aceita não apenas pelo professor, mas principalmente  junto aos meus companheiros de classe e os amigos em geral. Hum ano mais tarde, [setembro de 1.964] eu comecei a escrever uma letra para esse tema, a qual só terminei em 1.969 para participar de um festival de MPB estudantil no colégio de POÁ-SP.
                              Em seguida organizei tudo e pedi a outro amigo para me ajudar a fazer  um arranjo para violão com harmonia em bloco. Assim nasceu a poesia para a música. Em 2.003 o meu amigo e parceiro FRANCISCO ARAUJO escreveu a partitura com detalhes e nuances violonísticos, transformando definitivamente o conceito musical de NOITE DE AMOR E PAZ.








 
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 22/02/2009
Comentários