BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE E BOA SORTE. QUE DEUS NA SUA INFINITA BONDADE NOS ILUMINE HOJE E SEMPRE.
CLEMENTINO, poeta e músico de  São Sebastião - SP
Paraíso dos poemas e canções de um poeta e músico caiçara
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos






O REENCONTRO




 
Quando ainda crianças nos amamos tanto. Por decisões imaturas nós nos distanciamos.
O tempo correu implacável pra nós dois. As nossas vidas tomaram rumos bem diferentes.
Singramos mares, fomos aos céus e viajamos mundo afora displicentes de tudo.
Multiplicamos nossos entes queridos.  Criamos novas proles e a elas agora estamos vinculados.
E então? Mais de meio século depois o que haveremos de fazer diante desse reencontro?
As feridas há tempos cicatrizadas do nada se reabriram em face de tantas lembranças.
Tenho me perguntado diuturnamente o porquê sem encontrar respostas.
Não consigo lembrar-se de nenhum dos motivos que ensejou a nossa separação.  Muito triste isso.
Só lembro que a amei verdadeiramente e pra ser sincero penso que ainda a amo.
Reatar esse amor agora é impossível.  Não existe a mínima possibilidade.  É muito complexo.
São dezenas de motivos, todos fortes e incontestáveis.
Pergunto novamente: O que haveremos de fazer? Como consertar os nossos corações?
O meu pobre coração está despedaçado e em frangalhos.  Coitado. Até estes dias estava tão bem...

Só um milagre, muita fé, muito amor e a ajuda de Deus poderão oferecer um lenitivo para esse tipo de dor. (Clementino, poeta e músico de São Sebastião – SP/BR.)  06 de dezembro de 2019.


NOTA   DO  AUTOR:
Embora  a  música  de  fundo  seja  apenas executada  em  solo   de  violão ela   tem  uma letra:


CANÇÃO DE AMOR PARA O MEU AMOR

 
[A]
Vamos ouvir o que tem a nos dizer
Os corações que suplicam sem parar
Com tanto amor concentrado em nós dois
Vão eclodir, já não conseguem segurar.
Em7 Ô ô ô ô ô - Em7 Ô ô ô ô ô 
Am7 Ô ô ô ô ô - Am7 Ô ô ô ô ô 
Em7 Ô ô ô ô ô - Em7 Ô ô ô ô ô 
F#7  Ô ô ô ô ô -   F7  Ô ô ô ô ô 
Em7 –
[B]
Dois corações
Palpitando e querendo pular
Não podemos fazê-los parar
Sem as suas razões escutar
As vibrações
Emanadas que foram por nós
Espalhadas por todo lugar
Permite-nos ao amor se entregar.
[C-A]
Vamos ficar e sentir nesta noite
O amor que já chegou
E ficou pra não voltar
Pois só assim nossos peitos se libertarão
Da dor maior e acalmarão os corações.
[D]
Sim, necessário se faz.
O amor se viver e pedir
Aos céus muita paz,
Muita luz e visão
É importante saber
Que o amor entre dois corações
Que se amam demais
Não podemos ceifar.
 








 
CLEMENTINO POETA E MÚSICO
Enviado por CLEMENTINO POETA E MÚSICO em 06/12/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Depósito na minha c.c. oportunamente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários